Senador Carlos Viana assina requerimento para voto aberto na eleição da presidência

O senador Carlos Viana

O senador Carlos Viana (PSD) assinou o manifesto solicitando que a eleição para presidência do Senado Federal e demais cargos da mesa seja com o voto aberto. “Quando tomei posse, em 2019, eu me comprometi com o eleitor de que seria contra o voto secreto para a presidência do Senado. A população tem direito de acompanhar qual a escolha de cada parlamentar neste processo de eleição”, diz o senador Carlos Viana. O requerimento com a assinatura de 22 senadores foi protocolado, na tarde de quinta-feira (24), na Secretaria Geral da Mesa do Senado Federal.  As eleições para a presidência e cargos da Mesa do Senado serão no início de 2021.

O atual presidente Davi Alcolumbre foi eleito para os anos de 2019 e 2020 em 2 de fevereiro de 2019 e seu mandato vai até 31 de janeiro de 2021. Pela lei, na época ele não poderá concorrer à reeleição em fevereiro de 2021, pois a Constituição proíbe a recondução dentro da mesma legislatura. A legislatura é o período de quatro anos, cuja duração coincide com a dos mandatos dos deputados federais. A 56º Legislatura, que começou com a posse dos novos senadores e deputados federais na sexta-feira (1º), compreenderá os biênios de 2019/2020 e 2021/2022, terminando em 31 de janeiro de 2023.

O presidente do Senado é também quem preside o Congresso Nacional e é o terceiro brasileiro na linha sucessória do presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, depois do vice-presidente da República, Hamilton Mourão, e do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. (GIOVANNI RIBEIRO)