Tadeuzinho lidera convenção e leva MDB apoiar Humberto Souto

Na noite de segunda feira, mais um partido realizou sua convenção que foi o MDB que tem como o seu dirigente máximo regional o deputado estadual, Tadeu Martins Leite, que comandou os trabalhos convencionais com muita tranquilidade. Todos os discursos da atual bancada do MDB que conta com quatro vereadores foram unanimes e em direção do acompanhamento da candidatura de reeleição do hoje chefe do Executivo, Humberto Souto. Todos os políticos presentes estavam muito confiantes em fazer a maior bancada. A Convenção teve a participação do prefeito que usou a internet para fazer o seu discurso e mostrou o seu contentamento em ter o MDB junto com ele. A Chapa de Humberto e Guilherme conta com 10 partidos que o apoiam. Crusoé bombástica Coincidindo com o término de seu mandato à frente do STF, Dias Toffoli foi alvo de extensa reportagem da Revista Crusoé, que expôs as vísceras da relação entre o jurista, a Odebrecht e a OAS. Marcelo Odebrecht ao explicar suas gestões para contar com os préstimos do “amigo do amigo de meu pai”, diz que chegou a pagar caro a um advogado credenciado por Toffoli para intermediar a relação. O que o governo vai economizar com a reforma administrativa? Estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) indica que o governo federal pode economizar até R$ 1,751 trilhão em duas décadas, se houver um enxugamento radical nos gastos com servidores públicos, que representam 22% das despesas primárias da União. O estudo foi divulgado ontem e o cenário, considerado “pouco plausível” pelos pesquisadores, é condicionado a 50% da reposição de pessoal por aposentadoria – exceto militares -, o que necessitaria de maior produtividade da máquina pública, como avanços na digitalização e na automação. Assim, seriam R$ 816 bilhões de economia. A economia depende da aprovação da proposta de reforma administrativa, elaborada pela equipe do ministro Paulo Guedes, que tramita no Congresso Nacional. Senado atribui a ‘manutenção’ enquete censurada sobre a PEC da reeleição Assessoria diz que enquete com 99% de rejeição à reeleição de Maia e Alcolumbre não foi censurada. Senado atribui a ‘manutenção’ enquete censurada sobre a PEC da reeleição Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre tentam viabilizar a reeleição a qualquer custo - O Senado alegou a necessidade de “manutenção” para suprimir a enquete em seu site e Cidadania quando quase 99% dos quase 9 mil participantes rejeitavam a proposta de emenda (PEC 33) para autorizar a reeleição de Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, proibida pela Constituição.. Apesar da desculpa do Senado, outras seções do mesmo site, incluindo enquetes de “Ideias Legislativas”, continuaram a funcionar normalmente. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder. A assessoria do Senado nega “ordens superiores” para excluir a enquete desfavorável a Alcolumbre, e cita “manutenção no sistema Legis”. O depoimento de Bolsonaro A decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal, Celso de Mello, de determinar o comparecimento do presidente Jair Bolsonaro para prestar depoimento no inquérito em que é acusado por Sergio Moro de interferir na Polícia Federal para proteger sua família, gerou uma forte reação nas redes sociais. Uma das autoras do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, Janaína Pascoal, usou a sua rede social para questionar a decisão: “respeitosamente, eu queria entender por qual razão o ex-presidente Michel Temer, que chegou a ser, inclusive, indiciado e denunciado, teve a prerrogativa de depor por escrito e Bolsonaro não!?”. Criminalistas explicam que a regra sempre foi a de depoimentos presenciais, inclusive de presidentes da República. No caso de Temer, nem o Ministério Público Federal e nem os outros investigados no processo tinham interesse em que o depoimento fosse presencial. PT sem fôlego Sem um nome forte para a disputa à prefeitura de São Paulo, o PT decidiu ontem, oficializar o nome de Jilmar Tatto como candidato do partido. Tatto foi secretário de Transportes na gestão de Fernando Haddad. O líder do partido, Luiz Inácio Lula da Silva, fez uma participação na convenção em um vídeo gravado. O partido, que já foi forte na capital paulista, enfrenta seu pior momento e terá que disputar votos com antigos aliados, como o PSOL, que vai entrar na disputa com Guilherme Boulos, que está atraindo os próprios petistas. A ética dos partidos políticos Pelo menos seis dirigentes de diretórios municipais de Belo Horizonte exercem cargos em mais de um partido. Esse cruzamento partidário consta no sistema do TSE e não é considerado irregular, apesar de estranho. As composições dos diretórios são informadas pelos próprios partidos políticos. A Justiça Eleitoral apenas validas as atualizações requeridas pelas direções estaduais e nacionais dos partidos. O fato de uma pessoa ser dirigente de um órgão partidário não significa que ela é filiada ao partido. Isso acontece com os presidentes do PSL, Podemos e DC, São coisas que acontecem no Brasil e que só aumentam o descrédito em relação á política e aos políticos.