Última | Bolsonaro não prevê problemas para o Senado aprovar Aras para a PGR

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse acreditar que seu escolhido para assumir a PGR (Procuradoria-Geral da República), Augusto Aras, não terá dificuldades em passar pela sabatina no Senado.

“Acredito que ele passe lá no Senado sem problemas”, disse Bolsonaro ao fazer um balanço da semana quando chegou ao Palácio da Alvorada, após participar do desfile de sete de Setembro. Na quinta-feira (5), o presidente decidiu indicar o subprocurador-geral para o cargo de procurador-geral da República, em substituição a Raquel Dodge, cujo mandato de dois anos termina no próximo dia 17. Ela poderia ser reconduzida, mas acabou preterida na disputa.

Após meses de negociações, Bolsonaro deixou de lado a lista tríplice divulgada em junho por eleição interna da ANPR (Associação Nacional de Procuradores da República) e escolheu um nome que correu por fora, de perfil conservador e que buscou mostrar afinidade com ideias do presidente. A indicação foi criticada por grupos de direita em razão de declarações antigas de Aras que encamparam algumas ideias de esquerda - apesar do discurso mais recente alinhado ao bolsonarismo - e por críticas dele à Lava Jato.

No dia da escolha, o presidente chegou a pedir a seus apoiadores que dessem “um tempo” a Aras. Uma das atribuições do PGR é investigar e denunciar políticos com foro especial, incluindo o presidente da República.