Vereadores deverão analisar repasses para Covid-19

A Câmara de Vereadores de Montes Claros retoma hoje as suas reuniões ordinárias, depois do recesso parlamentar que ocorreu de 10 a 29 de julho e deverá apreciar hoje dois decretos de repasses de recursos da Pandemia Coronavírus, encaminhado pelo Governo Federal. O prefeito Humberto Souto encaminhou os dois projetos, que somente podem dar entrada em sessão legislativa. O presidente José Marcos Martins Freitas explicou que até propôs convocar uma reunião extraordinária no mês de julho para apreciar os dois projetos, que foram publicados “ad referedun”, mas o prefeito justificou que não havia pressa e por isso, poderia esperar a reunião do dia 4 de agosto, para dar entrada oficial.

Pelo procedimento normal, um projeto dá entrada oficial na sessão legislativa e é enviada para as comissões técnicas, que dão o parecer, liberando para ser votado no plenário pelos 23 vereadores. Porém por causa da Pandemia Coronavírus, isso deixou de ocorrer e todos os projetos dão entrada e são votados na mesma sessão. Por isso, na reunião de hoje é esperado que o vereador Aldair Fagundes peça que os dois projetos sejam colocados em votação ainda na mesma sessão.  A Câmara Municipal divulgou a realização da sessão, mas esclarecendo que não tem pauta e somente apresentação de Requerimentos e Assuntos Gerais, pois o pedido tem de ser formulado na reunião.

Desde o mês de abril que as reuniões da Câmara Municipal passaram a ser realizadas apenas as terças-feiras, com a extinção da sessão de quinta-feira. O presidente José Marcos Martins explica que até pensou em voltar com as reuniões das quintas-feiras, mas deixará a decisão para o plenário. A Câmara  segue os protocolos de segurança em decorrência da pandemia do Novo Coronavírus (Covid-19), não sendo permitida a entrada de público no Plenário. Somente os legisladores e a equipe técnica têm acesso. Porém, ontem alertou que o site da instituição pode oscilar até a próxima quinta-feira, devido à mudança de provedor.