Vice-presidente denuncia espera de seis meses para conseguir consulta oncologia

Vereador Idelfonso Araújo (MDB)

O vice-presidente da Câmara Municipal, Idelfonso Araújo (MDB), fez um pronunciamento muito forte e até emocionado com relação ao descaso da Secretaria Estadual da Saúde para com o povo de Montes Claros. Ele denunciou que uma pessoa que necessita de uma consulta de alta complexidade, como oncologia, só consegue para o final do mês de setembro. Outra que necessita de tratamento de câncer, não tem condições de esperar tanto tempo, e lembrou que há uma determinação do Ministério da Saúde, segundo a qual, ninguém pode esperar 60 dias, esse é o prazo  máximo permitido para dar  início ao tratamento.

Idelfonso milita na área da saúde há mais de 30 anos e disse que fica muito triste em ver o governo estadual mostrar um completo desinteresse para com a nossa gente. “Esta faltando que nossos deputados possam exigir que a saúde do povo seja revista e que o mínimo seja oferecia. Uma  pessoa que já está psicologicamente abatida, por  estar com câncer, não pode ficar seis meses sem que inicie o tratamento. Vamos reagir juntos e exigir que o governo mineiro honre o pagamento de mais de 20 milhões para com os hospitais, para que assim, não dificulte  a vida de todos. O governo pode dizer que está enfrentando dificuldades financeiras, mas a saúde é prioridade e tem que ser encarado com mais seriedade”.

“Vamos pedir a nossa Comissão de Saúde que chame os políticos e entidades sérias e exija do governo mais respeito com a saúde do povo”. Ao concluir, disse que “tentou falar com  o superintendente da saúde e não conseguiu para saber o que  pode ser feito para melhorar a alta complexidade que está precária. Temos que  pedir uma intervenção, pois, da forma que está não dá para ficar”, disse  o vice-presidente.