Amams propõe criação da bancada da área mineira da Sudene

A Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams) propôs ontem de manhã ao deputado Igor Timo a criação da Bancada da Área Mineira da Sudene, tanto no Congresso Nacional como na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, reunindo os deputados do Norte de Minas e Vales do Jequitinhonha e Mucuri, para defender os interesses das três regiões mineiras sob jurisdição da Sudene. O deputado esteve na Amams, acompanhado do seu assessor, o ex-deputado Luiz Henrique Maia Santiago e foi recebido pelo presidente Lara Batista Cordeiro, prefeito de Ibiaí; pelo secretário-executivo Ronaldo Soares Dias; o coordenador do Departamento Jurídico, Felipe Leal e o assessor especial Ronaldo Mota.

Os participantes alegam que desde a ampliação da área mineira da Sudene, com a inserção dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, nunca ocorreu uma união da sua classe política para fortalecer os pleitos das três regiões. Isso implica no fortalecimento político da área da Sudene, para pressionar maior participação do Estado na própria Sudene e no Banco do Nordeste, revigoramento do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs). O deputado Igor Timo é de Virgem da Lapa e explica que a ampliação da área de jurisdição da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco e Parnaíba (Codevasf), envolvendo o Vale do Jequitinhonha reforça essa interação das três regiões.

O deputado Igor Timo aceitou a proposta da Amams e comunicou que falará com os deputados Marcelo Freitas e Paulo Guedes, do Norte de Minas, assim como Fabio Ramalho, do Vale do Mucuri, para formalizarem a criação dessa bancada federal e depois discutir o seu funcionamento. Atualmente já existe a Bancada do Norte de Minas, na Assembleia Legislativa, com a participação de sete deputados e agora será apresentada a proposta de inserir o Vale do Jequitinhonha e Mucuri, permitindo que se reúna aproximadamente 15 deputados. (GA)