Grão Mogol coloca em funcionamento aterro sanitário

a reunião

O município de Grão Mogol colocou em funcionamento o seu Aterro Sanitário, em atividade realizada em parceria com o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável Ambiental (Codanorte).  No dia 9, o engenheiro ambiental e sanitarista Pedro Bicalho Maia esteve na cidade, para ministrar uma capacitação dos funcionários do setor de limpeza urbana.   Grão Mogol é um dos 15 municípios que teve seu lixão desativado através do programa “Norte de Minas Sem Lixões” e hoje faz a destinação final ambientalmente adequada dos resíduos sólidos urbanos em um aterro sanitário de pequeno porte dimensionado e projetado pelo Codanorte.

O evento foi presidido pelo prefeito Hamilton Gonçalves, e contou com a presença do secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente, João Francisco de Pinho. O secretário-executivo do Codanorte, Enilson Francisco explica que o aterro de Grão Mogol tem capacidade para 20 toneladas por dia. O Codanorte acompanha outros três aterros do mesmo porte, como em Claro dos Poções e Jequitaí, no Norte de Minas e Itaobim, no Vale do Jequitinhonha. Além disso, tem em análise no ministério do Meio Ambiente projetos das usinas de triagem e compostagem com transbordo dos rejeitos em Brasilia de Minas, Coração de Jesus, Januária e Japonvar Que irão finalizar mais 26 lixões no norte de Minas Gerais ainda este ano. Ele lembra que já foram extintos 15 lixões, os mais recentes são em Botumirim, Engenheiro Navarro e Fruta de Leite. (GA)