Manifesto cobra preservação do Rio São Francisco

O rio São Francisco

Os 516 anos de descobrimento do rio São Francisco, a serem comemorados hoje, serão marcados pelo manifesto em defesa dessa bacia hidrográfica, na cidade de São Francisco, e coordenado pela ONG Preservar, através do professor Roberto Mendes Ramos Pereira. O rio São Francisco atravessa uma das piores crises dos últimos anos, agravada pela longa estiagem. A programação dos eventos voltados para a preservação do rio de “Integração Nacional” conta com o envolvimento da coordenação do campus da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) e dos estudantes dos cursos de História e de Matemática. 

Além de atividades ambientais, esportivas e culturais, será lançado o "Manifesto em Defesa do Rio São Francisco", que faz um apelo para a necessidade da preservação da bacia. O responsável pela organização dos eventos é o professor Roberto Mendes Ramos Pereira, coordenador do campus da Unimontes na cidade e também presidente da Organização Não-Governamental (ONG) "Preservar". "O objetivo é chamar a atenção para a necessidade de recuperação e conservação do Rio São Francisco, que se encontra em situação calamitosa de degradação ambiental", afirma Roberto Pereira.

A programação começará às 17 horas, com um passeio de barco pelo leito do rio. Às 18 horas haverá a Minimaratona do Velho Chico, que terá cinco quilômetros de extensão, ao lado da Matriz de São José, em frente à orla. Às 19h, no mesmo local, serão realizadas apresentações de artistas e grupos culturais da cidade e região. Serão exibidos vídeos sobre o Rio da Integração Nacional. Também está prevista a distribuição de mudas de espécies nativas, voltadas para o replantio de matas ciliares. Ao final das apresentações, será lançado o manifesto em defesa do Rio São Francisco.

O professor Roberto Mendes Pereira lembra que a programação conta com a participação da Maçonaria, do Conselho Municipal de Defesa Ambiental (Codema), Prefeitura, escolas e outros órgãos e entidades da sociedade local. Ele informa ainda que a ONG Preservar também vai organizar palestras, chamando a atenção das pessoas para a importância da conservação do São Francisco e dos seus afluentes.