Marcelo Freitas denuncia cargos anacronicos que existem no Governo

O deputado federal Marcelo Freitas defendeu a Reforma Administrativa imediata no Brasil, pois entende que ela será útil para rever funções públicas e suas necessidades. “Cargos injustificáveis, que se opõem às necessidades atuais, além de cabides de empregos são uma das principais pautas da reforma.  Dinheiro público é para ser bem aplicado! Quer agradar amigos ou antigos companheiros? Faça com seus próprios recursos!” – explica o deputado, que cita alguns cargos pagos com dinheiro público, como chaveiros, discotecário, seringueiro, detonador, datilografo e operador de vídeo cassete, assim como operador de telex, que era antigas maquinas de comunicação entre estações distantes, cujas mensagens datilografadas chegavam quase em tempo real; especialistas em linotipos, máquina que deixou de ser usadas pelas gráficas; hialotécnico, profissional que molda vidro por meio do sopro.

Outra iniciativa dele foi comemorar a inclusão do Brasil na  Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), pois afirma que a entidade  tem o principal objetivo de facilitar o diálogo e a realização de negócios e investimentos entre seus membros. “Além disso, aperfeiçoar políticas públicas em áreas de grande importância para a vida dos cidadãos, como por exemplo: bem-estar social, desenvolvimento, trabalho, economia digital, assuntos tributários, combate à corrupção, educação, saúde, governança e meio-ambiente, entre outros.  O Brasil está próximo de fazer parte deste grupo, e será uma vitória do atual governo, que está prezando em realizar as reformas necessárias para o Brasil crescer, além do estabelecimento de um plano responsável com a economia”.

Marcelo Freitas ainda festejou o aumento no piso salarial dos professores da educação básica em todo o País. “ O Governo confirmou o aumento de 12,84% no piso salarial dos professores da educação básica em todo o País.  Com a revisão, o valor do salário base para os professores da rede pública da Educação Básica passou de R$ 2.557,74 para R$ 2.888,24.  Não é o ideal, mas representa um grande avanço para os educadores de nossa nação” – explica o deputado federal.