Norte de Minas tem comandante vindo de Beagá

O coronel Wanderlúcio Ferraz dos Santos, da Corregedoria da Polícia Militar, foi nomeado para responder pela 11ª Região Militar, em substituição ao coronel Evandro Borges, que assumiu o Gabinete Militar. A região tinha quatro nomes concorrendo, que eram dos tenentes-coroneis Alex Chinelato, Adriano Santos, Rômulo Gonçalves e Ederson Cruz. Mas o Governo preferiu trazer um nome de fora, repetindo o mesmo comportamento de junho do ano passado.

Desde que foi eleito, Romeu Zema extinguiu a Secretaria Estadual de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas (Sedinor), com a aquiescência de muitos deputados e lideranças classistas, preocupados com a exploração política eleitoral dos secretários nomeados. Desde o ano de 2003 que existia a referida secretaria e, com isso, apesar de estar na área mineira da Sudene, o Norte de Minas disputará de igual com todo Estado, na atração de investidores. Todos os deputados eleitos pelo Norte de Minas apoiam a iniciativa, por entenderem que eliminam um concorrente.

Desde a semana passada que o Jornal GAZETA alertou que a  nomeação do coronel Evandro Borges deixaria a 11ª Região da Polícia Militar sem ocupantes. Os deputados do Norte de Minas não se atentaram para isso. Ontem à tarde saiu a escala de promoção a coronel e as nomeações para as regiões. Wanderlúcio Ferraz ficará em Montes Claros para atender todo Norte de Minas. Fabrício Casoti ocupará a 8ª Região Militar e Nelson Alexandre da Rocha Queiroz a 38ª Região.