Odebrecht vence licitação para adutora de Ibiaí

a adutora do Pacuí

A Construtora Norberto Odebrecht, agora denominada como OECI, venceu a licitação para a construção da adutora que trará água do rio São Francisco, em Ibiaí, para abastecer Montes Claros. A empresa saiu vitoriosa com a proposta de €$ 34.298.769,49 que, corresponde a R$ 209.637.509,00, mas existe risco da obra demorar a ser iniciada, pois a Comissão de Licitação da Copasa decidiu desclassificar a proposta do Consórcio Aguas de Montes Claros, constituído pelas empresas Andrade Gutierrez Engenharia e AG Construções e Serviços, com a alegação de ter  ofertado preços unitários superiores aos da Copasa. Foi aberto prazo para recurso de 10 dias, que vence amanhã.

A obra deverá ser iniciada em três meses no máximo e demorará 18 meses. A adutora São Francisco é a segunda obra da Copasa para resolver o problema de abastecimento de Montes Claros, pois nos anos de 2017 e 2018 foi construída a adutora do rio Pacui, em Coração de Jesus, que aliviou a situação do abastecimento em Montes Claros, em investimentos de R$ 120 milhões. Agora vem a segunda adutora, para trazer a água do rio São Francisco. A obra será financiada pelo Banco Europeu de Investimentos. O edital determina ainda que podem participar da licitação todas as empresas legalizadas nos países de jurisdição do Banco Europeu de Investimentos, exceto os países com restrições na Organização das Nações Unidas e União Europeia.

A Copasa publicou no dia 17 de março o edital de licitação internacional, com as propostas devendo ser apresentadas até o dia 26 de maio e as obras iniciadas em 1º de agosto e concluídas em 1º de dezembro de 2021, com 16 meses de duração. Porém tudo foi atrasado, pois o Tribunal de Contas suspendeu o edital um dia antes de vencer o prazo e o liberou somente em julho. A implantação do sistema de abastecimento de água de Montes Claros é denominada na licitação como “Sistema São Francisco” e inclui além da captação no rio São Francisco, também a elevatória de água bruta, estação de tratamento de água, unidade de tratamento de resíduos, elevatórias de água tratada e adutoras de água tratada e água bruta.  

O plano é instalar 146 quilômetros de tubulação e será a maior adutora de abastecimento de água do Sudeste brasileiro e uma das mais extensas do Brasil. Com essa obra, Montes Claros será a maior cidade de Minas Gerais a ter a captação no rio São Francisco.  O local onde será feita a captação fica a 50 quilômetros abaixo do ponto em que o São Francisco tem o seu volume aumentado com a água que chega do Rio das Velhas. (GA)