Proposta de implantação do INSS Digital será apresentada por Arlen Santiago durante reunião da CIMAMS

O deputado estadual Arlen Santiago, por meio da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, se reuniu com a chefe da Divisão de Gestão de Benefícios, Adriana de Souza Carmo, da Superintendência Regional do INSS Sudeste II, que responde pelos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e do Espírito Santo. O objetivo foi buscar a implementação do INSS Digital nos municípios da região Norte de Minas, oferecendo aos usuários mais agilidade no atendimento e nos serviços. O parlamentar apresentará a proposta ao Consórcio Intermunicipal da Área Mineira da Sudene – CIMAMS, que será, a princípio, o responsável por credenciar os municípios.

Com esse novo modelo, os procedimentos se tornam eletrônicos, acabando com os processos físicos em papel. No momento do atendimento, o segurado tem a sua documentação digitalizada, não havendo necessidade de se deixar cópia dos documentos, seja no INSS ou na instituição parceira. Outra vantagem é a tramitação eletrônica do processo, que pode ser acompanhada pelo segurado no endereço www.inss.gov.br (na opção Consulta de situação de benefício). Os segurados podem utilizar ainda o Meu INSS (meu.inss.gov.br), que está disponível em aplicativo de celulares e na web.

O Projeto INSS Digital busca parcerias entre o Instituto e organizações representativas, como prefeituras e câmaras, por meio de Acordos de Cooperação Técnica- ACT, que permitem que as entidades realizem o requerimento à distância para os seus representados.

Segundo o deputado Arlen Santiago, a expectativa é a realização da adesão maciça das prefeituras que não contam com Agências do INSS em suas localidades. “A intenção, com a expansão do projeto, é que a distribuição dos processos seja feita de forma mais uniformizada entre as unidades e, dessa forma, diminua o tempo de atendimento e a conclusão dos processos. Vamos aproximar o cidadão do órgão, simplificando a sua vida”, destacou o parlamentar.

A finalidade é facilitar o acesso aos serviços e ao reconhecimento dos direitos dos cidadãos. Com isso, o usuário vinculado a uma dessas organizações passa a fazer o pedido do benefício diretamente na entidade, sem precisar ir a uma agência do INSS. Os processos relativos a essas parcerias são enviados eletronicamente para as Centrais de Análise, que trabalham exclusivamente com análise dos requerimentos eletrônicos.

Pelo termo de cooperação, os órgãos cedem o espaço para o funcionamento do serviço e os servidores efetivos serão treinados pelo INSS, que também disponibilizará o sistema.

Entre os serviços ofertados estão: extrato previdenciário, aposentadoria por idade, pensão por morte, correção de dados cadastrais, simulação de tempo de serviço, entre outros.

Vale lembrar que o INSS Digital ampliará os canais de atendimento e não restringirá o acesso aos serviços prestados.

Arlen Santiago afirma ainda que outro ponto importantíssimo diz respeito a abrangência dos serviços à população carente que não possui recursos para se deslocar até outro município que conta com o atendimento do INSS. “O Projeto beneficia a população em um amplo sentido, seja na solicitação de uma aposentadoria, como de outros serviços ofertados que podem ser realizados por meio do sistema, evitando o deslocamento para outros municípios e proporcionando uma importante economia”, concluiu o Deputado.