Santa Casa e CRM cobram abertura de outro pronto-socorro

A Santa Casa de Montes Claros notificou, hoje de manhã, o Ministério da Saúde, Ministério Público de Minas Gerais e a Secretaria Estadual de Saúde sobre a necessidade de abrir em caráter emergencial outro Pronto-Socorro em Montes Claros, sob risco de colapso no atendimento aos pacientes do Sistema Único de Saúde.

O pleito foi reforçado pelo Conselho Regional de Medicina-Núcleo Norte de Minas, que, na segunda-feira, se reuniram com os dirigentes do hospital e alertaram sobre o risco de determinar a intervenção ética no local. Caso isso ocorra, os médicos serão proibidos de atuarem no Pronto-Socorro e, automaticamente, os pacientes deixarão de ser atendidos.

Mais detalhes na edição de amanhã do Jornal Gazeta Norte Mineira, versões impressa e online. (Foto: Divulgação)