Vacina desenvolvida pela Funed está na campanha nacional

A gerente do projeto Shirley Lasmar (à dir.) fala sobre a vacina
DIVULGAÇÃO/ FUNED

O Governo de Minas Gerais desenvolve diversas iniciativas para reforçar as ações de imunização. É de Minas, inclusive, o único laboratório farmacêutico oficial responsável pela produção e entrega da vacina contra meningite C ao Ministério da Saúde, como parte do Programa Nacional de Imunizações (PNI).

A vacina produzida pela Fundação Ezequiel Dias (Funed) é uma das exigidas na Campanha Nacional de Multivacinação, em andamento em todo o país, com realização até 30/10. A estratégia também inclui a imunização contra poliomielite e outras vacinas previstas no calendário básico de vacinação da criança e do adolescente.

De acordo com Shirley Lasmar Lima, gerente do projeto de transferência de tecnologia da vacina meningocócica C na Funed, a instituição se compromete com um cronograma de entrega para o Ministério da Saúde que assegura o abastecimento da rede de saúde pública e a manutenção de um estoque estratégico para situações como surtos.

 

Meningite C

 

A doença meningocócica é uma infecção aguda grave, que evolui de forma rápida, causada pela bactéria Neisseria meningitidis (meningococo). Têm elevados índices de letalidade e de sequelas nos sobreviventes, como cegueira, surdez, sequela neurológica e amputação de membros. A doença meningocócica pode se apresentar como meningite (doença no sistema nervoso central) e/ou como meningococcemia (infecção generalizada).

Apesar de se apresentar de forma grave em todas as faixas etárias, a doença é mais frequente entre crianças até 5 anos de idade, sendo mais grave em bebês com até 1 ano. “Por isso a imunização com a vacina meningocócica C conjugada é muito importante a partir dos 2 meses de idade, já apresentando elevada eficácia e proteção prolongada quando realizada conforme recomendado - nas idades, com doses e reforços preconizados”, ressalta a analista do Serviço de Farmacovigilância e Estudos Clínicos da Diretoria Industrial da Funed, Cristine Silva.

Há cinco sorogrupos de meningococo que causam a doença meningocócica: A, B, C, W e Y. De acordo com a analista, fatores que contribuem para disseminação variam com o passar dos anos por região ou país. O sorogrupo C, segundo Cristine, é o mais frequente no Brasil.

“A vacina meningocócica C conjugada foi introduzida na campanha de vacinação do estado de Minas Gerais, em 2009, e no Programa Nacional de Imunizações (PNI), em 2010”, conta. A imunização propiciou a diminuição de circulação em todo o país e, ainda conforme a analista, “continua favorecendo a diminuição de casos”.

 

Transferência de tecnologia

 

A Funed possui parceria com a GSK para transferência de tecnologia do processo produtivo da vacina Meningocócica C. O objetivo é garantir o fornecimento das doses em nível nacional, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Ao longo de dez anos de parceria, foram mais de 100 milhões de doses da vacina distribuídas no país.

“A demanda nacional da vacina vem sendo suprida desde o início do projeto”, reforça a gerente do projeto de transferência de tecnologia, Shirlei Lima. (Agência Minas)