Ação da Campanha “Cerol Mata” é realizada no Santo Antônio

As ações dessa quinta-feira foram realizadas na Av. Paulista

Aconteceu na manhã dessa quinta-feira, no Bairro Santo Antônio, mais uma ação da campanha “Cerol Mata”, que foi lançada no início deste mês, e conta com o apoio dos órgãos de segurança pública de Montes Claros.

Foram entregues panfletos aos motoristas e motociclistas que passaram pela Avenida Paulista, com o intuito de alertar que a venda ou uso do cerol e linha chilena é crime, com o risco de ser condenado de três meses a um ano de prisão.

A campanha “Cerol Mata” também tem realizado palestras nas escolas da cidade.

A coordenadora da campanha, Rosane Peres, explica que esse projeto faz parte da Lei estadual 14.349, de 2002, que permite, além das medidas judiciais, cível e criminal, uma multa de até R$1,5 mil. Lembrando que os responsáveis por menores que se envolverem em acidentes relacionados com o uso do cerol serão responsabilizados.

DICAS | Deve-se dar preferência para os papagaios sem rabiolas, pois na maioria dos casos é esta a parte que se prende aos fios, ocasionando acidentes. Não suba em lajes e telhados para empinar pipas e jamais utilize linha metálica, como fio de cobre de bobinas, na brincadeira.

Também não faça pipas com papel laminado. O risco de choque elétrico é grande.

Tome cuidado com ruas e lugares movimentados, principalmente quando andar de costas para observar as evoluções do papagaio no céu.

Para os motociclistas e ciclistas a linha com cerol pode representar risco de vida. Por isso, não faço uso da mistura de vidro moído com cola na linha e nenhuma hipótese.

Até mesmo a linha comum, sem cerol, pode causar acidentes se ficar atravessada em vias públicas, na frente de motos ou bicicletas.

Caso uma pipa enrosque em fios, não tente retirá-la. É melhor fazer outra. Nunca use canos, vergalhões ou bambus para alcançá-las ou desenrolá-las. E ao correr atrás de papagaios, não deixe de observar o trânsito, evitando atropelamentos.

Os bombeiros aconselham ainda que os condutores de motos equipem o veículo com antenas antilinhas, já que o adereço evita que eventuais linhas com cerol os atinjam diretamente, causando cortes profundos e até fatais.

Lembrando que os responsáveis por menores que se envolverem em acidentes relacionados com o uso do cerol serão responsabilizados
Foto: VINÍCIOS SANTOS