Câmara, comunidade e PC implantam ponto de apoio em São Pedro da Garça

A comunidade de São Pedro da Garça, distrito de Montes Claros
Foto: FÁBIO MARÇAL

Os moradores da região de São Pedro da Garça, em Montes Claros, terão, a partir de maio deste ano, a Polícia Civil mais próxima das comunidades. O anúncio foi divulgado pela delegada Gislane Wiulmiria Velozo Freitas e o presidente da Câmara, Marcos Nem (PSD).

O pedido de um ponto de apoio na localidade foi atendido por causa do aumento no índice de violência. Para o vereador um avanço: “o ponto de apoio vai atender todas as comunidades adjacentes, como Aparecida do Mundo Novo, Peri-Peri. A gente sabe, por exemplo, como o índice de assaltos na região da Estrada da Produção aumentou. E depois de passar por uma situação dessa o morador ainda precisa se deslocar até a delegacia para registrar ocorrência e pedir ajuda na investigação. Muitas vezes a vítima se vê obrigada a deixar o fato sem registro. Por isso, esse ponto de apoio será de grande importância. E deverá ser colocado em prática a partir de maio”, diz Marcos Nem.

A delegada, Gislane Wiulmiria Velozo Freitas, ficou satisfeita com a criação do ponto de apoio da PC em São Pedro da Garça: “desde que eu vim para a 4ª Delegacia, final de 2017, tenho sido procurada por moradores das comunidades e representantes de associações, pedindo uma maior atenção para a zona rural. A gente vinha tentando fazer esse trabalho. Temos uma dupla de investigadores, que semanalmente percorre a zona rural, estabelecemos um cartório somente para atender os procedimentos do local”, afirma e garante que ele delegou um escrivão para fica por conta de todo crime que é praticado na zona rural.

“Mesmo assim percebemos que há uma dificuldade da população em vir até a gente. Muitos crimes ficam subnotificados porque eles não registram ocorrência. Nem sempre a Polícia Militar pode comparecer e, às vezes, eles têm dificuldade de vir aqui à cidade para registrar a ocorrência”, encerro a delegada.

O local escolhido foi estratégico, porque têm várias comunidades bem próximas, o que facilita para as pessoas de toda região que vão se deslocar para São Pedro da Garça, em vez de vir a Montes Claros. A Associação disponibilizou um imóvel para instalar o ponto de apoio. A comunidade ficou encarregada de equipar o imóvel com mesas, cadeiras, arrumar o banheiro para dar conforto à comunidade que precisar do serviço.

A iniciativa dará maior celeridade aos procedimentos e uma maior resposta para a população.

Uma vez por semana vai ter uma equipe da PC atendendo: “vamos pegar depoimentos, registrar ocorrências, se for preciso. O objetivo é dar uma maior resposta e trazer mais segurança à população”, finaliza a delegada.

 

A comunidade

 

O vice-presidente da Associação dos Moradores de São Pedro da Garça, Darlan Mendes Rodrigues comemorou a vitória: “o ponto de apoio é uma forma de tranquilizar e dar aos moradores a certeza de que crimes cometidos na nossa região não ficarão impunes”, destacou Darlan.

A funcionária pública, Léa Pereira Barbosa, ficou satisfeita com a novidade e acredita que o ponto de apoio é um grande ganho não só para São Pedro da Garça como também para toda a região: “aqui tem muito roubo de gado, gente que vem da cidade vender drogas para nossas crianças e adolescentes. Ter uma equipe da PC uma vez por semana, com certeza vai inibir esses bandidos. Ter a polícia mais perto da gente também traz mais segurança”, destaca Léa.