Especialistas participam das atividades em Montes Claros

O instrutor do treinamento, Capitão Davi Lucas
Foto: VINÍCIOS SANTOS

O instrutor do treinamento realizado pelo Corpo de Bombeiros essa semana, no aeroporto Mário Ribeiro, Capitão Davi Lucas, concedeu entrevista à nossa equipe. “Nós do Corpo de Bombeiros, comprometidos com o treinamento constante de nossa tropa, e observando o avanço das novas tecnologias, estamos treinando e capacitando todos os nossos combatentes para utilizar o fogo na redução da quantidade de combustível seco, disponível para grandes queimadas, bem como a utilização do fogo para suprimir grandes linhas de incêndio, de modo controlado, equilibrado, colaborando com as nossas ações de combate às chamas, que aqui, no Norte de Minas, nos deram tanto trabalho este ano e, sobretudo, nos últimos dias. Agora [com o incêndio da Serra do Mel controlado] estamos aproveitando para treinar e capacitar ainda mais os nossos combatentes”, explicou.

“Nós estamos fazendo aqui nesta área do Aeroporto de Montes Claros, de uma maneira extremamente controlada, exercícios de queimadas, o treinamento consiste em queimar [vegetação seca] e depois ‘segurar o fogo’, seja com retardantes, com equipamentos que sopram uma coluna de ar expressiva, ou outras técnicas, as quais requerem um treinamento constante”, finalizou.

O Tenente Leonan Soares, que é perito em incêndios florestais, também conversou conosco e falou sobre as atividades realizadas. “Nós estivemos estudando técnicas sobre como prever o comportamento do fogo. A gente mostra as marcas que o fogo deixa quando ele passa, e, identificando essas marcas, é possível prever por onde o fogo vai passar e assim traçar uma melhor estratégia de combate ao incêndio”, disse e acrescentou: “o fogo controlado nos permite prever alguns problemas, como, por exemplo, chegar a um local no qual nós não teremos acesso pela via terrestre, e precisaremos do uso da aeronave. Prevendo o comportamento do fogo, nós podemos priorizar uma área de combate e este será muito mais efetivo”. (VS)

O Tenente Leonan Soares é perito em incêndios florestais
Foto: VINÍCIOS SANTOS