Homem é preso pela PCMG por descumprir medida protetiva

Segundo a delegada, o relacionamento do casal terminou há
cerca de um ano e o suspeito perseguia a vítima

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) cumpriu, nessa quarta-feira (28/10), em Montes Claros, mandado de prisão contra um homem, de 42 anos, suspeito de descumprir medida protetiva assegurada pela Justiça em favor da ex-namorada dele.

De acordo com a delegada Karine Maia, o relacionamento do casal terminou há cerca de um ano e, desde então, o suspeito persegue a vítima de várias formas, invadindo as redes sociais dela, seguindo-a e proferindo ameaças.

Ainda segundo a delegada, há alguns dias, o suspeito danificou o veículo da vítima, que estava estacionado em um shopping da cidade. “O dano foi filmado pelas câmeras de segurança do local. Usando uma barra de ferro, o homem danificou o carro da vítima e fugiu", contou a delegada.

Diante do desrespeito às medidas de proteção, assim como as repetidas infrações à Lei Maria da Penha, a delegada representou pela prisão preventiva do suspeito, com deferimento do Judiciário. Durante o cumprimento da ordem de prisão, o suspeito ainda tentou fugir, mas foi contido pelos investigadores da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), em Montes Claros.

Durante declarações, o homem negou as ameaças e os danos ao veículo da vítima, mesmo diante dos elementos probatórios. Após a formalização da prisão, o suspeito foi encaminhado ao Sistema Prisional e encontra-se à disposição da Justiça.

 

A medida protetiva

 

A delegada explica que a medida protetiva foi deferida em janeiro, mas o homem nega ter sido notificado. Em regra, as medidas valem por um ano, mas, devido à pandemia, o prazo de validade se tornou indeterminado.

Uma mudança recente tem ajudado a dar mais celeridade ao trabalho da Polícia Civil, os casos de violência doméstica não estão mais sob responsabilidade da Vara Criminal, que é a responsável por crimes mais comuns, como o tráfico de drogas e assalto.

Equipe que fez a prisão do engenheiro em Montes Claros
POLÍCIA CIVIL / DIVULGAÇÃO