Operação Cercanias cumpre 14 mandados judiciais, em Glaucilândia

A Polícia Civil (PC) deflagrou, nessa quarta-feira (7), a operação Cercania para cumprir 14 mandados de busca e apreensão na região de Glaucilândia, Norte de Minas, em imóveis utilizados por pessoas envolvidas em crimes diversos, como tráfico de drogas, furto, roubo e receptação. “O intuito é buscar e localizar entorpecentes, armas de fogo e produtos de crime em geral”, divulgou a PC.

Segundo a corporação, o objetivo da ação é para que os moradores de Glaucilândia “e região voltem a experimentar uma sensação de segurança mais duradoura, que a presença do Estado seja sentida e que consiga inibir ações criminosas futuras”.

Em nota, a polícia divulgou que foram utilizados aproximadamente 50 policiais, entre policiais civis e militares, além de 17 viaturas policiais, um drone e o canil da Polícia Militar. “Operação sob a coordenação do Delegado Herivelton Ruas Santana, titular da Delegacia Especializada Antidrogas – DEA e da Delegacia de Investigações Especiais – DIE”, detalhou a PC.

Durante a operação foi apreendida uma motocicleta com motor adulterado e levada para o pátio credenciado, além de um cofre grande com um cordão de ouro, diversas ferramentas como furadeira, lixadeira, compressor, moto serra, plaina elétrica e uma arapuca para pássaros. Um papelote de cocaína e uma barra pequena de maconha, três pessoas foram presos por desacato e levadas para o plantão da Polícia Civil de Montes Claros.

Ainda segundo a PC, a operação levou o nome de Cercania, significando vizinhança, arredores, proximidades. “O nome se deve ao fato de alguns alvos estarem sediados em localidades rurais, fugindo dos centros urbanos, descentralizando suas ações criminosas e levando intranquilidade à população”, finalizou a Polícia Civil.