Prefeito morre quando buscava verbas em Brasília

O prefeito com o governador Romeu Zema

O prefeito de Bonito de Minas, José Pedro Pires da Rocha, o “Zé Galego”, morreu na noite da última sexta-feira, quando estava em Brasília, buscando recursos federais para seu município. Ele sofreu um infarto fulminante. O seu enterro ocorreu ontem, em Bonito de Minas. O presidente da Câmara Municipal, Dilson Barbosa Santana, assume a Prefeitura, que neste mandato passará pelas mãos de três prefeitos. O prefeito eleito em 2016, José Reis Nogueira Barros se afastou do cargo em maio de 2018 para ser candidato a deputado estadual, onde foi eleito. Zé Galego assumiu e estava se preparando para disputar a reeleição. A dúvida é se a Justiça Eleitoral manterá o presidente ate o final do mandato, de 11 meses e 12 dias ou se fará nova eleição.

A pequena cidade de Bonito de Minas parou para o velório e funeral. O prefeito José Pedro era casado Márcia Pimenta Rocha, com quem teve quatro filhos. Ele foi duas vezes vereador, duas vezes vice-prefeito, e, por último, prefeito. O corpo dele chegou a Bonito de Minas no sábado e começou a ser velado no prédio da Prefeitura. José Pedro recebeu o governador Romeu Zema, no dia 21 de fevereiro de 2019, acompanhado do deputado Zé Reis, na primeira visita do governador mineiro ao norte de Minas e até mesmo interior mineiro.