Morada do Parque é o bairro de maior agito cultural

O Morada do Parque, na zona Sul de Montes Claros, se destaca por sua riqueza cultural. É o único da cidade que realiza o carnaval e noites de serestas, permitindo uma forte relação dos seus moradores, além das datas comemorativas, como dos pais, mães, etc. Criado em 27 de outubro de 1981, portanto, com 36 anos de existência, tem o privilégio de contar com o Parque Municipal, que o deixa com o melhor clima da cidade, conforme pesquisa realizada pelo professor Diego de Souza Ribeiro Fonseca, do curso de Geografia, em 2008. O Morada do Parque tem uma temperatura de 27,6 graus, enquanto a área central registrou 31 graus. Uma diferença considerável, de 3,4 graus, de forte impacto para os moradores.

A presidente da Associação dos Moradores do Morada do Parque, Leonora Barbosa Alves, reside no local desde 1987 e não troca sua casa no bairro por nenhum palacete em qualquer parte da cidade. Ela residia no bairro Edgar Pereira e quando se casou com o cantor Josecé Santos veio para o Morada do Parque, que muitos consideravam uma roça na época. Criado para atender ao segmento trabalhador, o Morada do Parque contava com 435 casas, mas atualmente são 450 famílias, pois muitas casas foram divididas, o que dá uma média de 2.600 pessoas. O que a preocupa é que 70% da população têm mais de 65 anos, pois muitos vieram morar no local quando tinham de 25 a 30 anos. Os filhos foram embora e isso deixa o local com as ruas muito desertas.

Ela lembra que o Morada do Parque foi o terceiro conjunto habitacional da cidade, pois o primeiro foi o JK, depois o Funcionários, quando de uma vez só foram criados o Morada do Parque e Cristo Rey. Na sua concepção, o Morada do Parque apresentou os melhores resultados, por causa da sua situação geográfica privilegiada. “Temos o Parque Municipal como nosso quintal. Isso dá uma sensação climática muito grande e uma paz. Temos o prazer de termos o bairro mais agradável da cidade” – salienta a presidente. Porém, nem sempre foi assim, pois em 1983 se construíram algumas quadras poliesportivas no bairro, destoando o aspecto ambiental da área. As quadras foram abandonadas.

Depois construíram o Ginásio Poliesportivo dentro do parque, prejudicando o aspecto paisagístico. A rejeição foi tamanha que o local ficou ocioso muito tempo e somente agora passou a ser usado. Para irritação dos moradores, também construíram uma pista de MotoCross no espaço, causando impacto ambiental muito grande, por causa do barulho das motos e pela poeira que se levantava. A associação dos moradores realizou muitos protestos, até que conseguiu acabar com as pistas. Outro erro foi a construção de piscina no local, que acabou servindo de foco de dengue e a área foi soterrada. O prefeito Humberto Souto anunciou a construção de Teatro Municipal e a ideia tem respaldo da associação, que sabe do assunto por rumores, pois nunca foi chamada a discutir esse assunto.

O Carnaval da Amizade, realizado pela Associação de Moradores do Bairro Morada do Parque, com o apoio da
Prefeitura de Montes Claros, é um dos exemplos de manifestação cultural